Foto: Miguel Schincariol / Ituano FC

Com uma arbitragem bastante polêmica de Thiago Duarte Peixoto, a Ponte Preta conheceu a terceira derrota seguida no Campeonato Paulista na noite deste domingo ao perder para o Ituano, por 2 a 1, no Estádio Novelli Júnior, pela décima rodada.

Ainda ameaçada pelo rebaixamento, a Ponte Preta perdeu a chance de dormir na vice-liderança do Grupo B e estacionou na terceira colocação, com dez pontos. Já o Ituano chegou a segunda vitória seguida e, apesar de ser o lanterna do Grupo C, praticamente assegurou a permanência na elite ao chegar aos 13 pontos.


QUE INÍCIO FOI ESSE

A partida começou eletrizante no Novelli Júnior. Logo no primeiro minuto, o zagueiro Mateus Silva aproveitou rebote de Ygor Vinhas após desvio de Victor Rangel e abriu o placar para o Ituano. A vantagem, porém, durou pouco. Aos dez, Apodi recebeu de Paulo Sérgio e finalizou cruzado sem chances para Pegorari.

Depois de um início alucinante, o jogo desacelerou e o Ituano só foi chegar com perigo novamente aos 35, quando Fernando Medeiros dominou no peito e bateu para grande defesa de Ygor Vinhas. A situação da Ponte ficou mais complicada com a expulsão de Yuri nos minutos finais.

O lateral-esquerdo cometeu falta em Branquinho e foi amarelado pelo árbitro, mas o VAR viu um pé levantado e Yuri acabou sendo expulso. Para arrumar a defesa, Fábio Moreno colocou Rayan no lugar de Paulo Sérgio, que deixou o campo bastante irritado.

ATAQUE CONTRA DEFESA
Quase que o Ituano volta a ficar na frente do placar no primeiro minuto do segundo tempo. Pacheco dominou na área e bateu rasteiro. Ygor Vinhas espalmou. A Ponte Preta voltou muito recuada e não conseguia ficar com a bola nos pés.

A posse era toda do Ituano, mas a Macaca se fechava bem e não dava espaços. E o time de Campinas quase acha um gol aos 30 minutos. Pegorari afastou mal escanteio cobrado por Niltinho e Dawhan só não mandou para o fundo das redes porque a zaga tirou novamente pela linha de fundo.

Nos minutos finais, o Ituano apostou nos cruzamentos para dentro da área e quase marcou com Tárik. Livre de marcação, o volante cabeceou para fora. Depois foi a vez de Mário Sérgio mandar por cima.

No último lance do jogo, o árbitro assinalou pênalti depois de consultar o VAR. A bola acertou o braço de Rayan dentro da área. Fernandinho deslocou Ygor Vinhas e deu a vitória ao Ituano aos 53 minutos.

PRÓXIMOS JOGOS
O Ituano volta a campo na quinta-feira, contra a Ferroviária, às 22h15, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, pela décima rodada. Na quarta, a Ponte Preta faz o dérbi campineiro contra o Guarani, às 21 horas, no Moisés Lucarelli, pela sexta rodada.

Deixe uma resposta