Jucá deixa Ministério do Planejamento

jucaO Ministro do Planejamento, Romero Jucá, afirmou nesta segunda-feira (23), que irá pedir licença do ministério a partir de amanhã. Jucá deverá retomar o mandato de senador do PMDB por Roraima.

A decisão foi tomada após divulgação de áudios de uma conversa entre Jucá e o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. Na gravação, o ministro sugeriu que uma “mudança” no governo federal poderia levar a um pacto para “estancar a sangria” representada pela Operação Lava Jato.

Jucá afirmou ainda que vai pedir que a Procuradoria-Geral da República se manifeste sobre se há algum indício no conteúdo do diálogo divulgado de que ele possa ter cometido algum crime. O pedido à PGR deverá ser apresentado na noite de hoje.

Segundo o ministro, caso a Procuradoria entenda que não há ilegalidade na conversa, o presidente interino Michel Temer poderá reconduzi-lo ao cargo.

“A partir de amanhã, estou de licença. Vou acompanhar a votação da comissão [de Orçamento] hoje. Amanhã estarei de licença, reassumo o Senado para fazer o enfrentamento aqui até que o MPF se manifeste quanto às condições da minha fala com Sérgio Machado”, declarou. A declaração foi dada durante visita do presidente interino Michel Temer e de ministros ao Congresso Nacional.