Lâmpadas incandescentes não poderão ser vendidas a partir de quinta-feira

Da redação

LâmpadasA partir da próxima quinta-feira (30), as lâmpadas incandescentes não poderão mais ser vendidas no Brasil. As lâmpadas fluorescentes ou as de LED surgem como alternativa, que apesar de serem mais caras, consomem menos energia.

Uma lâmpada fluorescente economiza em média 75%, em comparação a uma lâmpada incandescente. Já uma lâmpada de LED, economiza 85%. A LED dura 25 vezes  mais do que as outras opções.

A partir dos prazos finais todos estabelecimentos que possam vender o produto serão fiscalizados e estarão sujeitos à multa do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Segundo a ONU, a substituição das lâmpadas incandescentes no mercado possibilita economizar em um ano cerca de 5% de toda a energia elétrica utilizada no mundo.