Lei Antifumo reduz em 12% mortes por infarto em São Paulo

midia-indoor-saude-saudavel-habito-cigarro-tabaco-nicotina-fumar-fumante-lei-proibir-proibido-cancer-doenca-mal-viciado-enfisema-mao-vicio-homem-reabilitacao-risco-cheiro-1271525443235_1024x768Da redação

Hoje é comemorado o Dia Mundial Sem Tabaco. Portanto, divulgamos pesquisa realizada pelo Incor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas), que mostrou uma redução de 12% nas mortes por infarto com a adoção da Lei Antifumo. A legislação aprovada no estado de São Paulo em 2009 proíbe fumar em lugares fechados de uso coletivo. Uma norma semelhante foi aprovada em nível federal em 2014.

O estudo feito pelo Incor, que é vinculado à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, indicou ainda uma queda de 5% nas internações hospitalares ligadas ao infarto.

Com isso, foi elaborada uma projeção de quantas mortes e internações por infarto seriam esperadas para o período. Nos primeiros 17 meses após a implantação da Lei Antifumo em nível nacional, o número de mortes por ataque cardíaco caiu 12% (equivalente a 571 casos em números absolutos).

O J+ ABC desta terça-feira (31), entrevista o cardiologista Rogério Krakauer. Acompanhe a partir das 19h no canal 27 da NET ABC.