Máfia das empreiteiras! Seis das dez maiores empresas do país já tiveram executivos presos na Lava Jato

521976-970x600-1Da redação

Seis das dez maiores empreiteiras do país já tiveram executivos presos na Operação Lava Jato – que apura desvio de recursos da Petrobras na ordem de R$ 10 bilhões.

As empresas são: Odebrecht, Queiroz Galvão, Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez, Galvão Engenharia e Construcap.

Pelo menos 42 executivos de empreiteiras já foram presos em todas as fases da Lava Jato. Considerando apenas as sete maiores empresas, foram pelo menos 27 prisões.

Segundo o ranking da “O Empreiteiro”, a Odebrecht teve receita bruta de R$ 7,46 bilhões em 2014, liderando a lista. Ela é seguida pela Queiroz Galvão (R$ 4,99 bilhões), pela Camargo Corrêa (R$ 4,92 bilhões) e pela Andrade Gutierrez (R$ 4,31 bilhões). Em quinto lugar, está a Galvão Engenharia (R$ 3,79 bilhões).

Considerando as sete maiores empresas com prisões, a receita bruta de 2014 chega a R$ 28,87 bilhões.

Veja abaixo o ranking de receita bruta das 25 maiores empreiteiras em 2014:

1 – Norberto Odebrecht (R$ 7,46 bilhões)
2 – Queiroz Galvão (R$ 4,99 bilhões)
3 – Camargo Corrêa (R$ 4,92 bilhões)
4 – Andrade Gutierrez (R$ 4,31 bilhões)
5 – Galvão Engenharia (R$ 3,79 bilhões)
6 – MRV Engenharia (R$ 2,5 bilhões)
7 – Construcap (R$ 1,97 bilhão)
8 – Direcional Engenharia (R$ 1,91 bilhão)
9 – Carioca Christiani-Nielsen Engenharia (R$ 1,87 bilhão)
10 – A.R.G. (R$ 1,63 bilhão)
11 – Método Potencial Engenharia (R$ 1,62 bilhão)
12 – Mendes Júnior (R$ 1,41 bilhão)
13 – Constran (R$ 1,32 bilhão)
14 – Serveng Civilsan (R$ 1,24 bilhão)
15 – Eztec (R$ 1,12 bilhão)
16 – Calçada Empreendimentos Imobiliários (R$ 984,8 milhões)
17 – Moura Dubeux Engenharia (R$ 909,4 milhões)
18 – Via Engenharia (R$ 852,9 milhões)
19 – Racional Engenharia (R$ 849,8 milhões)
20 – Construtora Barbosa Mello (R$ 849,5 milhões)
21 – S. A. Paulista (R$ 832 milhões)
22- WTorre Engenharia e Construção (R$ 817,9 milhões)
23 – Rio Verde Engenharia (R$ 773,9 milhões)
24 – J. Malucelli Construtora de Obras (R$ 739,1 milhões)
25 – Integral Engenharia (R$ 677,2 milhões)