Maranhão antecipa eleição da Câmara

waldir_maranhaoDa redação

O presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), decidiu antecipar a eleição da sucessão da Casa Legislativa para quarta-feira (13).

Ele sinalizou a mudança em conversas neste domingo (10) com líderes da base aliada, que vinham pressionando para que ela fosse realizada antes da quinta-feira (14). O receio era de que, por falta de quórum, a escolha ficasse para a volta do recesso branco, em agosto.

 

A decisão prejudica o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Aliado do peemedebista, o “centrão” pretendia eleger na terça-feira (12) o novo presidente com o objetivo de inviabilizar a sessão da Comissão de Constituição e Justiça que deve rejeitar o último recurso do peemedebista.

O presidente da comissão do impeachment de Dilma Rousseff, Rogério Rosso (PSD-DF) ainda é o favorito do “centrão” para a sucessão, mas há outros candidatos que pleiteiam a vaga, como o segundo-vice presidente da Casa, Giacobo (PR-PR) e o primeiro-secretário, Beto Mansur (PRB-SP).

Para evitar a piora do racha na base aliada, o Palácio do Planalto tem tentado convencer a bancada do PMDB a não lançar nenhuma candidatura. O próprio comando nacional da sigla avalia que é um erro ficar isolado na disputa parlamentar e que o partido deve fazer uma composição.