Meninas do futsal mostram habilidade, força e determinação durante disputa em SCS

Da redação

Nem as fortes chuvas que caíram sobre São Caetano do Sul foram capazes de minimizar o ânimo, a habilidade e a determinação demonstradas nas partidas de Futsal Feminino Livre, realizadas na tarde da última sexta-feira (17), no revitalizado Ginásio Joaquim Cambaúva Rabello, no Bairro Barcelona.

Na quadra, as meninas de Taboão da Serra e Espírito Santo do Pinhal, no primeiro jogo, enquanto na segunda partida ficaram frente a frente Sorocaba e São José do Rio Preto. Ao todo, sete gols nos dois jogos: vitória de Taboão da Serra, por 1 a 0, e empate por 3 a 3 entre sorocabanas e rio-pretenses.

No entanto, o que mais chamou a atenção nas partidas, com certeza não foram vitórias, derrotas ou empate. Ambas as partidas foram muito equilibradas, com lances de muita velocidade, habilidade e, principalmente, muita garra das meninas, que deixariam muito jogador de futsal profissional de queixo caído.

Destaques

Na equipe vencedora de Taboão da Serra, destaque para a goleira Carol Reis, campeã sul-americana com a seleção brasileira sub-20, e a pivô Suzana dos Reis, a mais experiente da equipe.

Mesmo saindo atrás no grupo após a derrota na primeira partida, Espírito Santo do Pinhal ainda acredita na classificação.

Após abrir 2 a 0 na primeira etapa, sofrer o empate e no minuto seguinte abrir 3 a 2 e novamente ver sua equipe não segurar o resultado e empatar, a treinadora de Rio Preto, Jessica de Lima, enalteceu o espírito de luta da sua equipe, genuinamente de futebol de campo.

Por fim, Sorocaba parece ter sido a equipe que saiu com mais força moral após ter revertido um resultado dos mais complicados na primeira etapa. E o empate, com gosto de vitória, teve um nome: a ala Bárbara Andrielli. Baixinha, muito veloz e ainda mais habilidosa, ela ‘barbarizou’ a defesa rio-pretense.