Início Cidades Ministério Público suspende reabertura do comércio no ABC

Ministério Público suspende reabertura do comércio no ABC

A justiça do Estado de São Paulo através da juíza Tatiana Magosso acaba de deferir o decreto municipal de São Bernardo do Campo e de Diadema para a flexibilização do comércio nessas cidades. A justificativa da ação é que as cidades não estariam seguindo as orientações da OMS (Organização Mundial da Saúde), do Ministério da Saúde e a da diretriz da Saúde Pública do Estado de São Paulo, em meio à contenção da pandemia de covid-19.

Desde o último sábado, essas cidades abriram parte do comércio com várias ações preventivas de segurança em relação ao contágio do coronavírus como a distância de um metro e meio pelo menos entre as pessoas nos estabelecimentos e higienização a todo o instante dos locais com fluxo de pessoas.

Segundo o cálculo do governo do estado o ABC segue com a cor vermelha na linha de combate a pandemia e isso o restringe de abrir parte do comércio, porém diante da abertura da capital e com os estudos técnicos junto as secretárias de saúde da região o Consórcio Intermunicipal do ABC junto com todos os prefeitos decidiu retomar parte das ações comerciais em alguns municípios.

A prefeitura de São Bernardo do Campo através de nota divulgada momentos após a decisão deixa claro que irá recorrer de sentença e alega que a liminar é uma ingerência indevida entre o decreto estadual sobre o decreto municipal e que a cidade possui a estrutura de saúde para ter tomado tal decisão.

A expectativa é que as outras cidades que flexibilizaram o comércio também tenham a mesma decisão do Ministério Público nas próximas horas.

Deixe uma resposta