Foto: Tiago Pavini / Ferroviária

Com dois gols e uma assistência do artilheiro Bruno Mezenga, a Ferroviária encaminhou a classificação para as quartas de final do Campeonato Paulista ao ganhar do Mirassol, por 3 a 1, no Estádio José Maria de Campos Maia, pela décima rodada.

O resultado desta segunda-feira acaba com uma invencibilidade de quase dois anos do Mirassol em casa. A última derrota no José Maria de Campos Maia havia sido justamente para a Ferroviária, no dia 26 de junho de 2019, pela Copa Paulista.

Já classificado para as quartas de final, o Mirassol segue na liderança do Grupo D, com 17 pontos. Ao encerrar uma sequência de quatro jogos sem vitória, a Ferroviária chegou aos 15 e é o vice-líder do Grupo B, abrindo cinco de vantagem para a Ponte Preta faltando apenas dois jogos.

ÓTIMO PRIMEIRO TEMPO
A partida começou aberta e o Mirassol criou boas oportunidades nos primeiros minutos. Aos dez, Cássio Gabriel chutou e Saulo defendeu. No rebote, Pedro Lucas pegou de voleio e o goleiro grená fez milagre. Na sequência, Moraes cruzou e Diego Gonçalves quase completou.

 

As chances perdidas custaram caro para o Mirassol. Aos 21, Renato Cajá foi até a linha de fundo e cruzou para Bruno Mezenga, de cabeça, colocar a Ferroviária em vantagem. O Leão Araraquarense sentiu o gol e viu a Locomotiva ampliar aos 36 minutos.

Bruno Mezenga recebeu na entrada da área e marcou um golaço. A bola bateu no travessão antes de entrar. O Mirassol diminuiu aos 42 em uma jogada envolvendo seus três atacantes. Fabrício passou para Pedro Lucas, que cruzou rasteiro para Diego Gonçalves completar de carrinho.

Ainda no primeiro tempo, a zaga do Mirassol saiu jogando errado e a bola sobrou para Felipe Marques. Com o gol aberto, o atacante mandou pela linha de fundo a chance de fazer o terceiro da Ferroviária.

LIQUIDOU A FATURA
O Mirassol voltou do intervalo mais ligado e reclamou de dois pênaltis não marcados pelo árbitro antes dos 15 minutos. O principal deles foi em cima de Pedro Lucas e cometido por Bruno Mezenga após uma disputa dentro da área. O atacante grená acertou o adversário com a sola.

Eduardo Baptista deixou o Mirassol mais ofensivo com as alterações realizadas durante o segundo tempo, mas quem marcou foi a Ferroviária. Aos 33, Neto Moura saiu jogando errado e Bruno Mezenga deu passe preciso para Anderson Rosa, que invadiu a área e bateu na saída de Alex Muralha.

No lance do gol, Neto Moura deu uma entrada dura em Bruno Mezenga e recebeu o segundo amarelo, deixando o Mirassol com um jogador a menos.

PRÓXIMOS JOGOS
Os dois times voltam a campo na próxima quinta-feira, pela 11ª rodada. O Mirassol enfrenta o Santo André, às 21 horas, no Canindé, em São Paulo, e a Ferroviária recebe o Ituano, às 22h15, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara.

Deixe uma resposta