Moeda Verde transforma paisagem de mais uma rua no Núcleo Capuava

Mais um local de Santo André que recebia grande quantidade de resíduos por descarte irregular está de cara nova. A rua Malaia, no Parque Capuava, bairro que abriga um dos pontos de troca do programa Moeda Verde, ganhou uma área verde e um estacionamento para os veículos da população do entorno. Os serviços de melhoria foram feitos pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) em parceria com a Prefeitura.

As intervenções fazem parte da missão do Moeda Verde de combater pontos que ainda sofrem com o despejo ilegal de entulho, móveis, sacos de lixo, dentre outros. A via também ganhou melhorias no sistema de captação de águas pluviais. A área de convivência ainda vai receber mobiliário urbano, como mesinhas e banco, tornando o ambiente ainda mais agradável aos munícipes.

Além do benefício direto para a população que vive no entorno, a ação também vai permitir que o Semasa diminua os gastos com a limpeza do lugar. Em 2018, por causa do descarte irregular, a autarquia precisou limpar o ponto 64 vezes, somando 177 viagens para transportar, ao todo, 531 toneladas de materiais. O gasto foi de cerca de R$ 96 mil.

A intervenção na rua Malaia foi ainda a segunda no Núcleo Capuava após a implantação do Moeda Verde no bairro. Em agosto do ano passado, o Semasa já havia criado uma pequena praça e um espaço para veículos na avenida dos Estados, eliminando o segundo maior ponto de descarte irregular de resíduos da cidade.

Entrega recorde – As ações do Moeda Verde têm transformado a paisagem do Núcleo Capuava, que registrou a maior troca de resíduos por alimentos hortifrúti da história do programa. A marca foi alcançada em 19 de março, quando os participantes encaminharam 2,4 toneladas de lixo para a reciclagem. O Capuava é o segundo ponto de troca do Moeda Verde que mais recebe resíduos por parte dos moradores.

Desde o início do programa em Santo André, no final de 2017, já foram entregues mais de 80 toneladas de resíduos por parte dos moradores e doados mais de 16 toneladas de alimentos – frutas, verduras e legumes.

Em 2019 o Moeda Verde vai chegar a mais comunidades do município. Em abril, serão dois novos núcleos que vão receber as trocas do programa – Cruzado (no Jardim Santo André) e Sítio dos Vianas.