Nova regra faz gestantes reagendarem cesárea

Da redação
gestanteA nova regra coloca o limite mínimo de 39 semanas de gestação para que médicos possam fazer o procedimento. As mulheres que tinham o parto agendado para uma data anterior ao período, devem remarcar.

A norma do Conselho Federal de Medicina está em vigor desde quarta-feira (22) e estabelece que, nas situações de risco, a cesárea só poderá ser feita a partir da 39ª semana de gravidez, com o objetivo de manter a segurança do bebê.

Antes disso, era possível fazer cesárea a partir da 37ª semana. A norma não atinge as cesáreas que podem ser feitas antes disso por questões de risco para mãe e filho.
A nova lei também aponta que o médico pode fazer a cesariana a pedido da paciente. Se o profissional não quiser realizar o procedimento, deve indicar outro médico para a gestante.