Novo piscinão também vai beneficiar São Caetano do Sul

Em reunião no Palácio dos Bandeirantes, nesta semana, foi definida a retomada do projeto do Piscinão Jaboticabal, que será um dos maiores do país, com capacidade de armazenar 900 mil m³ de água pluvial. A obra será feita em conjunto pelo Governo do Estado de São Paulo e o Governo Federal. Na última segunda-feira, depois da forte enchente que atingiu a região metropolitana, o prefeito José Auricchio Júnior, de São Caetano do Sul, havia declarado que este piscinão é fundamental para o combate às cheias.

Na quinta-feira (14/03), o anúncio na sede do governo paulista contou com as presenças do governador João Doria, do ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, dos sete prefeitos do Grande ABC e do prefeito de São Paulo, Bruno Covas. “É fundamental essa soma de esforços para a construção do piscinão e tratar com seriedade o tema das enchentes”, afirma o prefeito Auricchio.

Segundo o governador, a obra terá custo aproximado de R$ 400 milhões e deverá contar com recursos regionais para ser viabilizada.

O Piscinão Jaboticabal fica em área de São Bernardo e vai impactar principalmente sua cidade, São Caetano do Sul e São Paulo. “Participei da formulação desse projeto há cerca de 10 anos e o conheço bem. É mais uma fase importante para o combate a enchentes”, diz Auricchio.