Padre é morto na França; Estado Islâmico assume culpa

Da redação

frança bandeeiraUm homem foi feito refém por integrantes do EI (Estado Islâmico) na madrugada desta terça-feira (26), em uma igreja no Norte da França e acabou morto, além dos dois agressores.

A mídia local identificou o refém como Jacques Hamel, um padre de 86 anos. Ele teria sido degolado. Os outros dois mortos são os agressores, que foram parados por seguranças.

Uma mulher foi hospitalizada em estado grave e um policial teve ferimentos. Os criminosos invadiram a igreja às 9h do horário local com facas e defendendo o Estado Islâmico. Duas freiras e outras pessoas também foram feitas reféns.
O presidente do país, François Hollande, e o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, foram à cidade acompanhar o caso.