Para europeus, luta contra terrorismo deve ser prioridade da União Europeia

Da redação

Sondagem feita pelo Parlamento Europeu com quase 28 mil pessoas mostra que a maioria dos europeus acredita que a luta contra o terrorismo deve ser prioridade número um da União Europeia (UE).

Em seguida, na lista de tópicos considerados importantes pelos moradores do bloco europeu aparecem o combate ao desemprego e à fraude fiscal, a migração e a proteção das fronteiras externas.

O estudo perguntou aos entrevistados se gostariam que a UE fizesse mais ou menos intervenções do que já faz atualmente. A maioria respondeu que o bloco deve intervir mais em quase todos os indicadores.

Três medidas de combate ao terrorismo, apresentadas pelo Parlamento, foram consideradas importantes: o combate ao financiamento dos grupos terroristas (42%), o combate às raízes do terrorismo e da radicalização (41%) e o reforço do controle das fronteiras externas da União Europeia (39%).

Além disso, a maioria das pessoas afirmou querer mais iniciativas por parte da UE no que diz respeito ao combate à fraude fiscal (75%); ao problema da migração (74%); à proteção das fronteiras externas (71%) e à proteção do ambiente (67%).