Passarela em Mauá está há mais de um mês sem luz

Quem passa pela passarela central de Mauá, importante ligação entre a Avenida João Ramalho e a Rua Rio Branco, pode depender da sorte para terminar a travessia em segurança. Há mais de um mês, todas as lâmpadas estão desligadas e, na parte mais alta, é até difícil enxergar o rosto das pessoas que estão a pouco metros de distância se já tiver anoitecido.

“Isso é uma vergonha. Desde antes das férias escolares que está assim e ninguém faz nada”, protestou o auxiliar de limpeza Jairo da Silva, 50 anos, que passa pelo local todos os dias. “No trabalho as mulheres sempre esperam por nós para não terem de passar por aqui sozinhas”, completou o colega e também auxiliar de limpeza Marcos Dias dos Santos, 43.

As estudantes Aline Aureliano, 16, Thais Santos, 16, Thaynara Santos, 17, e Vitoria Nunes, 17, aproveitavam a companhia uma da outra para realizar a travessia. “Agora ainda está cedo, é tranquilo, mas na volta a gente tem bastante medo”, relataram as jovens. Sozinha, a cuidadora Angela Fagundes, 44, explicou que na volta da faculdade procura sempre realizar o trajeto em grupo. “Conheço uma moça que sofreu uma tentativa de assalto, chegou a correr da pessoa pela passarela e foi auxiliada por pessoas que estavam na rua”, lembrou.

O casal João Batista, 50, e Elen Soares de Melo, 27, passavam juntos pela passarela e também falaram do temor de andar pelo local às escuras. “Evito vir para cá de noite se estiver sozinha”, declarou a jovem. “Tenho mais medo por ela, não é machismo, mas nós homens estamos menos sujeitos a esse tipo de violência”, disse João Batista.

O Diário já mostrou em diversas ocasiões os problemas de má conservação da passarela. Em 2010, reportagem relatou total abandono do equipamento, que acumulava lixo, colchões e roupas velhas. Em 2013, novamente, o jornal denunciou os problemas e em setembro daquele ano o então prefeito Donisete Braga (à época no PT, hoje no Pros) anunciou reforma.

A passarela foi inaugurada em 1996. A Prefeitura de Mauá informou, por meio de nota, que a iluminação da passarela que dá acesso ao Centro e às estações ferroviária e rodoviária teve a fiação furtada. “A Secretaria de Serviços Urbanos está vistoriando o local e irá incluir o reparo no cronograma de trabalho”.

Fonte: Diário do Grande ABC