Paulo Pinheiro vai à Brasília e pede R$ 16 milhões para Saúde de SCS

Reunião_01 (2)
Paulo Pinheiro esteve acompanhado na reunião do secretário municipal de Governo, Nilson Bonome, do procurador geral do município, Marco Antonio Iamnhuk, e do gerente municipal de contratos e convênios, Jairo Moraes. Foto: Divulgação

Da redação

Na última terça-feira (21), o prefeito de São Caetano do Sul, Paulo Pinheiro (PMDB), se reuniu com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, em Brasília. Durante o encontro, Pinheiro cobrou R$ 16 milhões em investimentos na Saúde da cidade, além da criação de serviço de hemodinâmica no município.

O montante pedido ao governo federal envolve o repasse anual de mais R$ 10 milhões para o custeio da saúde municipal; a liberação de R$ 5 milhões em emendas parlamentares aprovadas em 2014 e 2015 para as reformas de unidades e a compra de equipamentos; e R$ 1 milhão para o Hospital Municipal de Emergências Albert Sabin.

Os pedidos foram embasados na “invasão” de pacientes de outras cidades aos hospitais de São Caetano. A Prefeitura gasta R$ 300 milhões por ano na Saúde – os repasses do SUS somam apenas R$ 12 milhões (4% do custeio da rede municipal).