PDG paga 3ª parcela prevista em plano de recuperação

O presidente da PDG Realty, Vladimir Ranevsky, afirmou nesta quarta-feira (15) que a companhia fez na véspera a terceira parcela de pagamento a credores prevista em plano de recuperação judicial.

Em junho, a empresa fez o pagamento da primeira parcela, de R$ 13,2 milhões. E, no mês passado, foi paga a segunda parcela, de R$ 14,6 milhões.

No segundo trimestre, a PDG Realty reduziu suas dívidas concursais — sujeitas à recuperação judicial — em 8% ante o primeiro trimestre, para R$ 792 milhões. De acordo com a companhia, estão previstos pagamentos relevantes para credores trabalhistas, quirografários e fornecedores neste ano.

Parte da dívida da PDG foi convertida em ações por meio de aumento de capital de R$ 74,2 milhões.

Em 22 de fevereiro de 2017, a PDG pediu recuperação judicial, após o acordo de reestruturação de dívidas assinado em maio de 2016 com bancos credores ter fracassado.

A justiça deferiu o pedido em 2 de março, nomeando a PricewaterhouseCoopers como administradora do processo. Foi estipulado ainda um prazo de 60 dias para a apresentação do plano de recuperação judicial.

No final de março, a PDG tinha dívida líquida e custos a incorrer da ordem de R$ 5,8 bilhões, conforme material de divulgação do balanço.

Em junho, a PDG e sua securitizadora apresentaram 38 planos de recuperação judicial, um principal para a controladora e maior parte das 512 sociedades de propósito específico (SPEs) e outros 37 planos individuais para os empreendimentos segregados pelo patrimônio de afetação (regime pelo qual os bens e direitos vinculados a um empreendimento, como terrenos e vendas, ficam separados do patrimônio total da empresa).

Fonte: G1

Imagem: Reprodução/Internet