Pesando no bolso: Inflação para terceira idade atinge 8,71% em 12 meses

Da redação

grafico-subindo1A inflação para pessoas com mais de 60 anos, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), chegou a 1,64% no segundo trimestre de 2016. O índice chega a 8,71% em 12 meses, segundo dados divulgados hoje (12) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

O IPC-3i aponta taxas maiores em relação ao Índice de Preços ao Consumidor-Brasil (IPC-BR), que mede a inflação para todas as faixas etárias e que teve variações de 1,39% no segundo trimestre de 2016 e de 8,54% em 12 meses.

Ademais, o IPC-3i apresentou baixa na taxa na transição do primeiro para o segundo trimestre deste ano, ao cair de 2,72% para 1,64%. Cinco das oito classes de despesa que compõem o índice acompanharam essa tendência.

A principal contribuição para a queda veio do grupo de despesas alimentação, onde a taxa passou de 5,37% para 1%. A queda foi influenciada pelas hortaliças e legumes, que tiverem 5,01% de baixa no preço no segundo trimestre. No primeiro trimestre, esses produtos tinham apresentado uma inflação de 17,38%.

O IPC-3i é responsável por medir a variação de preços da cesta de consumo de famílias que têm como maioria indivíduos com mais de 60 anos.