Início Estilo de Vida Pesquisa indica que TV continua soberana

Pesquisa indica que TV continua soberana

Da redação

Segundo dados da “Pesquisa Brasileira de Mídia 2016 – Hábitos de Consumo de Mídia pela População Brasileira”, divulgada pela Secretaria de Comunicação Social do governo, quase 90% dos brasileiros se informam pela televisão sobre o que acontece no país, sendo que 63% têm na TV o principal meio de informação. A internet está em segundo lugar, como meio preferido de 26% dos entrevistados e citada como uma das duas principais fontes de informação por 49%.

A pesquisa foi realizada entre 23 de março e 11 de abril de 2016 e ouviu 15.050 pessoas com mais de 16 anos de todo o país.

Dos entrevistados que assistem TV, 77% afirmaram que fazem isso todos os dias. O número é maior do que os obtidos em pesquisas anteriores. Em 2014, 73% disseram ter o hábito de assistir televisão diariamente. Em 2013, 65% afirmaram o mesmo.

Segundo o relatório divulgado neste ano, tanto durante a semana quanto nos finais de semana, os entrevistados veem, em média, de 3 a 4 horas de televisão por dia. Mais da metade dos entrevistados que assistem TV disseram que confiam sempre ou muitas vezes nas notícias veiculadas por esse meio.

Entre os entrevistados que afirmaram se informar pela internet, 50% disseram acessar diariamente, e 91% pelo celular. Tantos nos dias de semana como nos finais de semana, a média de tempo de acesso fica um pouco acima de 4h30 diárias.

Rádios, Jornais e Revistas

Depois da TV e da internet, aparecem como principais meios de informação citados pelos entrevistados o rádio (7%) e os jornais (3%). A opção “revista” teve 0% de menções como primeira fonte de informação.

Entre quem mencionou mais de uma mídia, o rádio apareceu em 30% das citações, e os jornais, em 12%. As revistas ficaram com 1% das menções nesse caso.

Sobre a frequência de uso desses meios, cerca de dois em cada três entrevistados disseram ouvir rádio – a metade deles afirmou fazer isso todos os dias. Em média, os brasileiros ouvem três horas diárias de rádio, entre segunda e sexta-feira. Como o número de emissoras é muito grande e há diferentes estações em cada região, nenhuma teve mais de 2% de citações na pesquisa.

Um em cada três entrevistados disse ler jornal. A maioria prefere consultar a versão impressa, entre segunda e sexta-feira. O tempo médio de leitura é de uma hora e dez minutos por dia.

Cerca de 25% dos entrevistados afirmaram ler revistas. Quase metade dos leitores compram a revista na banca e 16% disseram ser assinantes. A versão impressa é a mais acessada. Tanto durante a semana, quanto aos sábados e domingos, a média de leitura é de cerca de uma hora e dez minutos por dia.