Petrobras renova concessão do campo Marlim Sul

A Agência Nacional de Petróleo (ANP) aprovou a prorrogação, por 27 anos, do contrato de concessão do campo de Marlim Sul, operado pela Petrobras em águas profundas da Bacia de Campos. A estatal brasileira poderá produzir, no ativo, até 2052.

Marlim Sul é o quinto maior campo de petróleo do país, segundo os dados mais atualizados da ANP, de maio. O campo produz cerca de 150 mil barris diários.

Considerado um campo maduro, já em fase de declínio da produção, Marlim Sul passará por um projeto de revitalização nos próximos anos. A ideia da Petrobras é instalar, em 2021, duas novas plataformas na área, em substituição às oito unidades hoje instaladas na região.

Dona de uma participação de 100% na concessão, a estatal busca um sócio com quem dividir os investimentos em Marlim Sul.

A Petrobras assinou recentemente uma carta de intenções com a chinesa CNPC para avaliar investimentos conjuntos no cluster de Marlim, que abrange ainda os campos de Marlim, Voador e Marlim Leste.

A ANP já prorrogou, anteriormente, o contrato de concessão dos campos de Marlim e Voador, também até 2052. Resta a extensão do contrato de Marlim Leste.

Além dos investimentos para revitalização do pós-sal, o cluster de Marlim também tem potencial para desenvolvimento do pré-sal. No ano passado, a Petrobras anunciou a descoberta de Poraquê Alto, abaixo da camada de sal do campo de Marlim Sul.

Fonte: g1