PIB em 12 meses tem baixa de 4,7%

Da redação

grafico-pra-baixo-300x225O Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, acumula baixa de 4,7% em 12 meses. Segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV), essa é a 17ª queda consecutiva do indicador.

Dez dos 12 setores apresentaram queda no acumulado de 12 meses, como a indústria da transformação (-9,9%), comércio (-9,9%), transporte (-7,4%) e construção (-5,7%). Outros setores com redução no acumulado de 12 meses são outros serviços (-3,7%), serviços de informação (-3,3%), indústria extrativa mineral (-3%), agropecuária (-2%), intermediação financeira (-0,6%) e administração pública (-0,2%).

Serviços imobiliários (0,2%) e eletricidade (2,5%) apresentaram alta no período, segundo o Monitor do PIB de maio. Já as exportações cresceram 9,6% e as importações 17,3%. A demanda do Brasil é negativa nos investimentos (-15,8%), consumo das famílias (-5,4%) e consumo do governo (-1,2%).

O PIB teve baixas de 0,41% na passagem de abril para maio, de 0,46% no trimestre que acabou em maio em relação ao trimestre encerrado em fevereiro e 4% na comparação com maio de 2015.