Início Política ABC Plano de Mobilidade Regional do Consórcio terá continuidade

Plano de Mobilidade Regional do Consórcio terá continuidade

Da redação

Foto: Divulgação/Consórcio ABC

O Ministério das Cidades assegurou, na última quarta-feira (5), a continuidade do desenvolvimento do Plano de Mobilidade Regional, elaborado pelo Consórcio Intermunicipal Grande ABC. Durante reunião Brasília, o diretor do Departamento de Mobilidade Urbana da pasta, Ricardo Caiado de Alvarenga, averiguou o andamento da iniciativa, apresentado pela entidade regional, e autorizou o prosseguimento dos 21 projetos propostos, elaborados a partir da obtenção de recursos federais.

Em dezembro de 2016, o Ministério das Cidades cancelou mais de 150 projetos de mobilidade em âmbito nacional, em um valor que supera R$ 12 bilhões. O Plano de Mobilidade Regional do ABC, no entanto, ganhou aval para prosseguir em desenvolvimento. Participaram da reunião o secretário executivo do Consórcio, Fabio Palacio, o prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão, e integrantes das equipes técnicas do Ministério e da entidade regional.

Os 21 projetos propostos pelo Consórcio são referentes a quatro corredores definidos como prioritários: corredor Guido Aliberti / Lauro Gomes / Taioca (Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul); corredor Alvarenga / Robert Kennedy / Couros (Diadema e São Bernardo); corredor Leste-Oeste, também englobando Diadema e São Bernardo; e corredor Sudeste, englobando Santo André, São Caetano, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

O Consórcio protocolou ainda um novo pedido de recursos para adequação de outros projetos de mobilidade elaborados para a região à Linha 18 – Bronze do Metrô. Também foi autorizada a continuidade das obras relativas à primeira fase do PAC Mobilidade ABC em Rio Grande da Serra, com prazo de conclusão previsto para novembro deste ano.