Polícia procura motorista de Camaro envolvido em acidente na Imigrantes

A polícia procura o motorista de um carro de luxo que também estaria envolvido no acidente na Rodovia dos Imigrantes na noite da última terça-feira (9) em São Bernardo do Campo.  Duas mulheres que estavam em um Ford Ecosport morreram depois que o carro foi atingido por uma Mercedes-Benz, saiu da pista e pegou fogo.

Segundo testemunhas, o motorista da Mercedes-Benz estaria disputando um racha com um Chevrolet Camaro. Segundo a polícia, o Camaro está em nome de uma empresa de Caieiras que pertence ao filho de um policial civil.

O motorista da Mercedes-Benz, o empresário André Micheletti, teve a prisão preventiva decretada ontem (10) após audiência de custódia. Ele vai responder preso por homicídio doloso, por ter assumido o risco de matar, além de tentativa de homicídio e por dirigir com a habilitação cassada desde 2016.

Para a polícia, não há dúvidas que antes de bater no Ecosport, onde estavam oito pessoas que voltavam do litoral, Micheletti apostava corrida com outro caro. Em depoimento à polícia, Micheletti disse que estava na velocidade permitida e que foi fechado pelo Ecosport.

“Nem que seja pelo menos uma disputa, uma disputa num curto espaço de tempo mas que teve essa disputa entre os dois veículos entre o Camaro e a Mercedes essa daí realmente nós já estamos convencidos”, disse o delegado Rui Diogo da Silva.

O acidente aconteceu no km 29 da Rodovia dos Imigrantes, onde a velocidade máxima é de 120 km/h. No carro atingido estavam quatro adultos e quatro crianças entre um e cinco anos. As mães das crianças, Juliana Gamarra e Vitória Alves Furnaleto morreram.

O marido de Vitória, Wesley Gomes Bispo, ainda tentou tirar a mulher de dentro do carro. Eles completariam três anos de casados nesta terça-feira. “Acordei com a pancada e com o carro rodando. Abri o olho e ninguém gritava dentro do carro. Eu segurei na porta, e o carro rodava, rodava, e nunca parava de rodar”, afirmou Wesley. Com o impacto, o carro onde estavam as 8 pessoas saiu da estrada e pegou fogo.

“Vi minha esposa desmaiada com meu filho no colo meio pra fora. Foi ela que salvou meu filho. Aí, minha esposa acordou e me gritou. Falei ‘calma, já tô saindo’, saí do carro e peguei meu filho. Tentei tirar minha esposa, aí meu carro começou a pegar fogo”, relembra Wesley (assista ao relato do homem abaixo).

O motorista do carro atingido estava internado na noite desta quarta com fraturas em três vértebras. As quatro crianças estão fora de perigo.

O motorista do Ecosport, André Gonçalves e outras quatro crianças ficaram feridas no acidente. A habilitação de Gonçalves também estava cassada há dois anos. Não havia cadeirinha para as crianças que estavam sendo levadas e as duas mulheres que morreram estavam sem cinto de segurança, segundo a polícia.

Fonte: G1