Prefeitura de São Bernardo entrega quinto repasse do Fundo Social de Solidariedade à creche no Jardim Silvina

Nova Lei no município beneficiou a Associação Presbiteriana de Assistência Social, com cheque no valor de R$ 10 mil

A Associação Presbiteriana de Assistência Social (ASPAS), que mantém a Creche Betel,  no Jardim Silvina, é a quinta entidade assistencial contemplada com o repasse financeiro do Fundo Social de Solidariedade de São Bernardo (FSS). O prefeito Orlando Morando entregou, nesta terça-feira (03/04), o cheque simbólico em nome do FSS – presidido pela primeira-dama Carla Morando -, no valor de R$ 10 mil. A solenidade também contou com a presença da fundadora da entidade, a professora Myrthes Silva, o vice-prefeito e secretário de Serviços Urbanos, Marcelo Lima, a secretária de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedesc), Laerte Soares de Almeida, vereadores da base aliada e demais autoridades.

“Como prefeito, tenho a alegria de conhecer diversas entidades sem fins lucrativos que fazem um belíssimo trabalho em nossa cidade. Mais do que entregar simbolicamente o cheque com o repasse do FSS, presidido pela minha esposa e primeira-dama Carla Morando, também tenho a oportunidade de conhecer de perto as ações das instituições, compartilhando as alegrias e conhecendo suas dificuldades”, afirmou Morando.

A presidente da entidade, Maria da Conceição Dias Silva, falou sobre o trabalho realizado pela ASPAS e agradeceu a doação. “Esse repasse veio em um bom momento. Estamos muito felizes em recebê-lo. Vamos investir esse montante na reforma de nosso parquinho, trocando a areia por grama sintética. Assim, nossas crianças poderão brincar com mais conforto”, disse.

Fundada em 1974 pela professora Myrthes Silva, proprietária da tradicional escola de enfermagem que também leva seu nome, a ASPAS atende, por meio da Creche Betel,  146 crianças de 0 a 3 anos, do berçário ao infantil I e II, em período integral. A entidade, inclusive, mantém convênio com a Secretaria da Educação. Essa parceria foi celebrada pelo prefeito Orlando Morando.

“O modelo de creche parceria nos auxiliar no atendimento à demanda por vagas nesta modalidade. Contamos, atualmente, com 22 entidades parceiras. Tanto que, neste ano, a Secretaria da Educação, abriu chamamento público para Organizações da Sociedade Civil interessadas em atender 500 crianças. O Jardim Silvina está entre as regiões a serem atendidas, por contarem com grande número de crianças em situação de vulnerabilidade social”, complementou.

A Associação São Luiz, a Casa dos Velhinhos Dona Adelaide, o Grupo Assistencial Boréia e o Instituto Monsenhor Antunes foram as entidades beneficiadas  após a sanção da lei municipal 6654/2018, que autoriza o FSS a doar recursos angariados junto à iniciativa privada. O montante total de R$ 554,2 mil em repasses foi arrecadado durante o Jantar de Aniversário da cidade, em agosto de 2017.

Para receber o aporte, as instituições devem comprovar cadastro nos conselhos municipais de órgãos sem fins lucrativos e apresentar os atestados de regularidade previdenciária, trabalhista, de funcionamento, entre outros.

As entidades estão sendo orientadas por grupo de trabalho multi secretarial da Prefeitura– formado pelas pastas de Finanças, Educação, Desenvolvimento Social e Cidadania e Procuradoria-Geral do Município (PGM) –, que atua no encaminhamento de processos de regularização das instituições para recebimento dos valores.


Fonte: Prefeitura São Bernardo