Prefeitura pinta faixa de pedestre 3D

Da redação

Para tentar reduzir o número de atropelamentos e acidentes causados por excesso de velocidade, a prefeitura de Santo André iniciou ontem (23), ainda na forma de testes, a pintura de faixas de pedestres em 3D (três dimensões).

A iniciativa já foi adotada em outros países, como na China e na Índia, e até mesmo no Brasil, a exemplo o caso da cidade Primavera do Leste, no Mato Grosso. A faixa 3D tem como objetivo usar a ilusão de ótima como fator extra para que o motorista reduza a velocidade de seu veículo e permita a passagem de transeuntes pelo espaço.

Primeiramente, a faixa que conta com essa pintura está no cruzamento da rua Delfim Moreira com a avenida Portugal, em frente ao Paço Municipal da cidade, no Centro. Porém, de acordo com a Prefeitura, o projeto deve ser ampliado para todo o município caso a medida apresente resultados positivos.

O custo do feito foi apenas o da pintura, pois a administração utilizou equipe própria do município.

Segundo informações dadas pelo Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo), pedestres são, hoje, um terço das vítimas fatais no trânsito em Santo André. Dos meses de janeiro a setembro, das 33 mortes contabilizadas no município, 12 foram de transeuntes atropelados.

Ao longo do mês de setembro, durante as comemorações da Semana da Mobilidade, realizada em conjunto entre as 39 cidades da Região Metropolitana de São Paulo, a prefeitura andreense já havia colocado esforços em campanhas de conscientização realizadas em vias da cidade com foco na segurança do pedestre.

A medida vai de encontro à meta dada pela ONU (Organização das Nações Unidas) que visa a redução do número de pessoas mortas em acidentes de trânsito pela metade em dez anos nos países.