Início Política Brasil Projeto cultural envolve moradores de comunidades em Santo André

Projeto cultural envolve moradores de comunidades em Santo André


Uma iniciativa cultural irá mobilizar moradores de comunidades de Santo André para produzir, a partir de um tema específico, um documentário que retrate a realidade do local onde eles moram.

O projeto ‘Favela na Tela’, desenvolvido pelo MDDF (Movimento de Defesa dos Direitos dos Moradores em Núcleos Habitacionais de Santo André) com recursos do Fundo Municipal de Cultura, oferecerá a moradores do Jardim Alzira Franco, Jardim Cristiane, Vila Palmares, Vila Sacadura Cabral e Tamarutaca oficinas gratuitas de produção de vídeo, além de programações culturais nessas comunidades.

“O objetivo é estimular nos participantes a apropriação da memória coletiva sobre a região onde vivem e, ao mesmo tempo, formar pontos de cultura na periferia com a realização de oficinas e de sessões de cinema”, explica a coordenadora do projeto, Carolina Estéfano.

As inscrições para o ‘Favela na Tela’ já iniciaram, com mutirões porta a porta nos bairros. Serão disponibilizadas cinco inscrições para cada comunidade, totalizando ao todo 25 vagas, e os interessados precisam ter no mínimo 18 anos. O projeto termina em janeiro do ano que vem.

As oficinas começam em meados de setembro em cada comunidade, com formação sobre captação de imagem e vídeo, roteirização, produção e edição de vídeo, além de visitas em estúdios de TV e ilha de edição. Os participantes irão captar imagens e vídeos sobre o que chama atenção nas comunidades, o que eles querem mostrar ao restante da população, o que desejam para o futuro, dentre outros.

Posteriormente, haverá oficinas com todos os integrantes para que eles possam reunir os materiais produzidos e pensar em um único tema para o documentário, como habitação, saneamento, resíduos sólidos, educação, cultura, arte, etc.

A produção audiovisual será transmitida em sessões de cinema ao ar livre nas comunidades. Uma parceria com o Sesc Santo André também prevê a exibição de diversos filmes nos bairros beneficiados pelo projeto.

Os participantes do ‘Favela na Tela’ serão reconhecidos como agentes culturais da cidade e também irão ser cadastrados na CulturaAZ, uma plataforma colaborativa da Secretaria de Cultura de Santo André que mapeia o cenário cultural andreense, permitindo conhecer programações culturais, projetos, dentre outros.

 

fonte: ABC do ABC

Deixe uma resposta