Qualisaúde se torna referência para outras cidades

Santo André recebeu na última sexta-feira (31) a visita de representantes da Secretaria de Saúde de Jundiaí e de alunos do curso de Saúde Pública da USP (Universidade de São Paulo), que estiveram na cidade para conhecer as ações do Qualisaúde. A comitiva de Jundiaí esteve na UPA Bangu e os estudantes universitários foram ao Complexo Regulador Municipal, responsável pelo gerenciamento de consultas e exames na rede andreense.

As visitas tiveram como objetivo proporcionar a troca de experiências em iniciativas pioneiras já praticadas na cidade, a partir do programa Qualisaúde. Muito além das intervenções na estrutura física, o programa realiza uma modernização em toda a rede de saúde do município. As melhorias vão desde a qualificação profissional, informatização e humanização, até a reestruturação de equipamentos, implementando assim um novo padrão de atendimento, com prontuário eletrônico e dispensa de medicamentos por código de barras, por exemplo.

Na programação das visitas, na parte da manhã, os representantes da Secretaria de Saúde de Jundiaí puderam conhecer as estruturas que transformaram o antigo Pronto Atendimento em UPA Bangu. A unidade, inaugurada em abril, foi o primeiro de 11 equipamentos a serem abertos no padrão Qualisaúde. O local passou a contar com sistema informatizado e distribuição de senha eletrônica na recepção e número maior de leitos, que passaram de 20 para 33. Além disso, a UPA conta com separação dos espaços de atendimento de crianças e adultos, base descentralizada do SAMU e farmácia 24h, para dispensação de medicamentos aos munícipes. A capacidade de atendimento é de até 20 mil pessoas por mês, entre pediatria, clínica médica e odontologia.

Já no período da tarde, foi a vez dos alunos do curso de saúde pública da USP visitarem o Complexo Regulador Municipal. Inaugurado em julho deste ano, é responsável pelo gerenciamento de consultas e exames, auditoria de contratos de prestadores de serviços na área da saúde e articulação de vagas com hospitais municipais e serviços de referência. Com a implantação do serviço na cidade, a capacidade de agendamento pela central de vagas da rede dobrou, passando de 15 mil para 30 mil ofertas mensais de consultas e exames. Além disso, conta com um setor 24 horas, para encaminhamento ágil de casos que demandam prioridade de transferência hospitalar.

A Prefeitura já entregou duas unidades dentro do programa Qualisaúde neste ano: UPA Bangu, em abril, e a Unidade de Saúde da Família Jardim Cipreste, em agosto, além de serviços como o Centro de Gestão de Suprimentos da Saúde, em abril, e o Complexo Regulador Municipal, em julho. Estão previstas ainda mais unidades a serem entregues até o final do ano: US Campestre, US Bom Pastor, US Humaitá, US Parque das Nações, US Parque Novo Oratório, Centro de Especialidades III, UPA Jardim Santo André, UPA Perimetral e Reabilita.