Raí confirma que Cueva está fora do São Paulo até a Copa do Mundo

A vitória por 1 a 0 sobre o Rosario Central-ARG, nesta quarta-feira, no Morumbi, pode ter marcado a despedida de Cueva do São Paulo. O jogador pediu viajar para o Peru para acompanhar a esposa, que está grávida, e não defende mais o Tricolor até a Copa do Mundo. Porém, é provável que o camisa 10, que tem contrato até 2021, seja negociado após o Mundial da Rússia.

“Despedida, não. Esperamos que ele faça uma boa Copa do Mundo, que seria bom para todos. O Cueva tem contrato com o São Paulo, mas ele vem alegando que tem preocupação com a esposa grávida. Depois, alegou que talvez o parto poderia adiantar porque a esposa teve contrações. Tentamos mostrar a importância dele para o grupo, mas ele está preocupado com a esposa. A gente quer todo mundo focado no São Paulo, mas parece que ele está com preocupações com a esposa e queremos todo mundo em sintonia. Antes estava programada para a próxima semana esta viagem, mas vai adiantar. Então, acho difícil a volta só para o jogo contra o Santos, até porque estão pedindo para que todos se apresentem no Peru o quanto antes”, disse o diretor executivo de futebol do São Paulo, Raí.

Pouco antes, Diego Aguirre disse não saber qual seria o destino de Cueva no São Paulo. No dia 21, o camisa 10 deve se apresentar à seleção do seu país, que inicia a preparação para a Copa do Mundo, e agora já é certo que o treinador não vai contar com o meio campista nas partidas contra o Bahia, neste domingo, e Santos (dia 20).

“Não sei se posso contar com ele, que está negociando com a diretoria e isso será resolvido”, afirmou Aguirre após o triunfo desta quarta-feira, que garantiu a permanência do São Paulo na Copa Sul-Americana.

Quem está com moral com o treinador é Diego Souza. O camisa 9 foi o autor do gol da vitória do Tricolor. O atacante, porém, foi alvo de críticas neste início de temporada e quase acertou a sua transferência para o Vasco.

“Traz muita satisfação [a recuperação de Diego Souza] até pelo esforço que fizemos para trazê-lo”, disse Raí. “O Diego Souza é uma grata surpresa, está mostrando que é um jogador de classe. Superou algumas adversidades. Quando você muda de um clube para outro, de uma cidade para outra, é complicado. Estou feliz porque acredito nos jogadores e sempre acho que temos de dar uma segunda oportunidade. Ele a agarrou e hoje é uma realidade”, elogiou Aguirre, que surpreendeu na escalação ao deixar Arboleda no banco de reservas no início do confronto.

“Temos zagueiros muito bons. O Rodrigo Caio estava fora. Anderson Martins e Bruno Alves estão jogando bem. Não muda muita coisa. Os zagueiros talvez sejam os pontos mais altos que temos no elenco”, completou o treinador uruguaio.

Apesar de ter motivos para não ficar totalmente satisfeito com o desempenho do time, Aguirre fez questão de ressaltar a importância de conquistar a classificação para a próxima fase da Copa Sul-Americana.

“O São Paulo tem de passar sempre, a obrigação de ganhar coisas. Foi duro ficar fora da Copa do Brasil. Temos agora o Campeonato Brasileiro e a Sul-Americana como objetivos absolutos. São coisas importantes que temos de ganhar. Ficar fora hoje seria horrível, poderia ser um golpe muito duro a eliminação. Ainda bem que deu certo. O mais o importante nessa competição é sempre passar e temos de estar felizes por isso”, afirmou Aguirre.

Fonte: Uol 

Imagem: Ilustração/Google