Reajuste salarial de servidores da Câmara é sancionado por Temer

Da redação

temer-coronelFoi publicado no Diário Oficial da União de hoje (29), o reajuste salarial aprovado no início do mês passado para os servidores da Câmara dos Deputados. A lei foi sancionada pelo presidente em exercício, Michel Temer.

O aumento do salário pertencia a um pacote de projetos que tinham como premissa o reajuste para 16 categorias. Além do reajuste nos salários da Câmara, foi aumentado o salário de servidores do Senado (20%) e de áreas ligadas à educação, como o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) e o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

A mudança chegará a 20,25% gradativamente em quatro anosm começando com 5,5%, com o cálculo sendo feito a partir do primeiro dia de 2016. Em janeiro de 2017, mais 5% serão incorporados às remunerações vigentes em 31 de dezembro deste ano. A partir de 1º de janeiro de 2018, haverá novo aumento de 4,8% sobre as remunerações vigentes em dezembro de 2017. No ano seguinte, outros 4,5% sobre as remunerações do último mês de 2018.

Os servidores do Judiciário receberão 41% de aumento de forma gradativa em oito vezes, além dos subsídios pagos aos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) – que vai de R$ 33.763,00 a R$ 39.293,38 – e do PGR (procurador-geral da República) – de R$ 33.763,00 para R$ 36.813,88 em junho de 2016 e R$ 39.293,38 em janeiro de 2017.