Britânicos decidem se separar da União Europeia

Da redação

Nesta quinta-feira (23), os britânicos tomaram a decisão histórica de se separarem da União Europeia – bloco político e econômico que hoje congrega 28 países. O processo ainda precisa passar pelo Parlamento, mas um veto pelos legisladores é considerado suicídio político.

Com os votos dos 382 distritos do Reino Unido apurados, a opção por deixar a União Europeia venceu por 51,9% a 48,1%, abalando mercados financeiros e provocando uma onda de choque e incredulidade global.

As consequências econômicas de uma saída devem se estender para o comércio —com prejuízo maior para Londres do que para Bruxelas, já que os britânicos dirigem metade de suas exportações à UE.

A consulta popular registrou índice histórico de comparecimento —72,2% do eleitorado— e recorde de 46,5 milhões de eleitores registrados.