Ricardo Gomes diz ‘sim’ ao São Paulo e será anunciado assim que se desligar do Botafogo

Treinador tenta convencer Botafogo de que seria estranho dirigir o time contra o São Paulo no domingo, no Morumbi
Treinador tenta convencer Botafogo de que seria estranho dirigir o time contra o São Paulo no domingo, no Morumbi

O São Paulo já tem um novo treinador: Ricardo Gomes. O comandante do Botafogo aceitou a oferta de R$ 300 mil por mês de salário e só aguarda o acerto da rescisão com a diretoria botafoguense para ser anunciado no Morumbi. Os cariocas querem que ele dirija a equipe no fim de semana, justamente contra o São Paulo.

Ricardo Gomes tem defendido que, eticamente, não seria normal comandar o Botafogo contra seu próximo clube. O Blog foi o primeiro a noticiar o interesse do Tricolor pelo treinador, na última terça-feira.

O “sim” ao São Paulo foi dado nesta quinta-feira. E o Botafogo nem terá direito à multa de R$ 1 milhão pela rescisão. Isso porque o contrato que previa tal ressarcimento não foi colocado em prática – em maio, o Cruzeiro procurou Ricardo Gomes e o Botafogo prometeu aumento de salário e prorrogação do vínculo. Só a primeira parte ocorreu.

Ricardo Gomes decidiu mudar de ares devido à falta de perspectivas em General Severiano. A diretoria do Botafogo não cumpriu a promessa de reforçar o elenco e há um desgaste entre as partes.

O substituto de Edgardo Bauza é um velho conhecido do São Paulo. Ricardo Gomes treinou o Tricolor de 2009 a 2010, tendo conquistado o terceiro lugar no Brasileirão. Ele é o quarto técnico há mais tempo em um mesmo clube entre os 20 integrantes da Série A – apenas Roger Machado no Grêmio, Vagner Mancini no Vitória e Dorival Júnior no Santos estão há mais tempo.