Rodovias de SP têm redução de mortos e aumento de feridos no feriado de 9 de julho

O feriado da Revolução Constitucionalista foi marcado pela redução de mortos e aumento de feridos nas rodovias de São Paulo, informou a Polícia Rodoviária Federal (PRF) em balanço divulgado nesta terça-feira (10).

Neste ano, a Operação 9 de Julho ocorreu durante quatro dias – sexta-feira (6), sábado (7), domingo (8) e segunda-feira (9), enquanto em 2017, quando a quando a data caiu em um domingo, a operação durou três dias.

Assim, conforme o esperado pela PRF, o número de acidentes registrados aumentou. A polícia foi acionada para atender a 56 acidentes neste feriado, contra 39 acidentes no ano passado.

A quantidade de feridos acompanhou o aumento da quantidade de colisões, com 53 pessoas machucadas nos quatro dias de viagem, contra 34 nos três dias de folga do ano anterior.

No entanto, a PRF destaca que o número de vítimas em acidentes fatais reduziu 60%, de 5 mortes em 2017 para 2 mortes em 2018.

Confira abaixo mais resultados das fiscalizações:

  • 667 motoristas realizaram testes do bafômetro;
  • 38 motoristas foram autuados por recusar ao teste;
  • 2 motoristas foram presos por dirigir sob efeito de álcool;
  • 5.095 autuações roram registradas por excesso de velocidade;
  • 217 pessoas participaram de ações educativas, como o Cinema Rodoviário e palestras;
  • 76 autuações foram feitas por ultrapassagens proibidas;
  • 4 autuações foram realizadas por transporte de crianças fora da cadeirinha.

Fonte: g1