Foto: Ilustração/Dado Ruvic/Reuters

A agência de comunicação da Rússia afirmou nesta quarta-feira (10) que vai restringir o Twitter com uma diminuição da velocidade da rede social. É uma punição à empresa, que não removeu conteúdo banido pela Rússia do site.

O órgão ameaçou de proibir totalmente o Twitter porque, segundo a entidade, há mais de 3.000 posts que têm material ilegal.

Rússia usou principais redes sociais para influenciar eleições nos EUA, dizem relatórios

O Twitter é uma das redes sociais usadas pelas pessoas que fazem oposição ao presidente Vladimir Putin, como Alexei Navalny e seus aliados.

De acordo com a agência reguladora, a desaceleração será aplicada a todos os aparelhos móveis e metade dos computadores.

“Se o Twitter continuar a ignorar as obrigações previstas na lei, haverá medidas para cumprimento em linha com as regulamentações”, disse, em nota, a agência.

O Twitter ainda não respondeu.

O governo da Rússia tem tentado influenciar mais as plataformas de redes sociais –segundo os russos, elas não seguem as leis do país.

Em dezembro de 2020, a câmara de deputados aprovou novas regras que preveem novas multas a redes sociais que não tirarem conteúdo proibido. Há também uma lei que prevê que elas sejam proibidas caso “discriminem” conteúdo da mídia russa.

Fonte: G1

Deixe uma resposta