Santo André envolvido em máfia de resultado

Da redação

A derrota do Atlético Sorocaba por 9 a 0 para o Santo André, pelo Campeonato Paulista sub-20 de 2015, é um dos jogos investigados pela operação “Game Over”, encabeçada pelo Drade (Delegacia de Repressão aos Crimes de Intolerância Esportiva).

Micael Ivo dos Santos
Micael Ivo dos Santos

Micael Ivo dos Santos, escalado para aquele jogo do time sub-20 disse que os jogadores do Sorocaba fizeram o que foi pedido no vestiário, sem deixar claro se a ordem era para perderem a partida por uma diferença tão grande de gols.

O vice-presidente de futebol do Atlético Sorocaba, Benedito Sampaio, se diz surpreso com as denúncias e afirma que o clube jamais participou de qualquer tipo de negociação para entregar uma partida.

O relatório de investigação dos 9 a 0 do Santo André sobre o Atlético Sorocaba, foi feito pela empresa Indexxdata, que trabalha em parceria com a Fifa. O documento que destaca o placar “surpreendentemente alto”, traz a investigação do jogo, apontando que o Santo André terminou o primeiro tempo vencendo por 1 a 0. Em 39 minutos, porém, marcou oito gols. Três jogadores do Sorocaba receberam cartões vermelhos, e o técnico também foi expulso.

Outro jogador do Sorocaba afirmou que “todo mundo sabe que aquele jogo foi vendido”. Ainda de acordo com esse atleta, o Sorocaba teve outra partida com resultado manipulado naquele Campeonato Paulista Sub-20, e também por 9 a 0: derrota para o São Paulo, em Cotia (no jogo em Sorocaba, as mesmas equipes haviam empatado por 0 a 0).