Santo André realiza terceira fragmentação de documentos do Arquivo Municipal

Como parte do conjunto de ações da administração visando uma gestão mais eficiente e inserida na era digital, a Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Inovação e Administração, realizou na segunda-feira (11) a terceira fragmentação de documentos do Arquivo Municipal. Nesta ação, cerca de 40 mil processos antigos foram descartados, somando 7,3 toneladas de papel, que serão destinadas à reciclagem.

A ação visa abrir espaço no local de armazenamento e ainda trazer uma contrapartida financeira, já que o processo é feito em parceria com a iniciativa privada, que pagou R$ 2,9 mil pela aquisição do material que será reaproveitado. A primeira fragmentação ocorreu em maio de 2017, quando houve o descarte 11 toneladas de documentos. Em novembro, mais 15 toneladas foram extintas e ambas trouxeram quantia semelhante de retorno financeiro. O Arquivo Municipal ficou dez anos sem este tipo de trabalho, causando superlotação.

A maioria dos arquivos eliminados apresentava pedidos de serviços vindos de diferentes secretarias e departamentos, que foram executados ou não, mas que pela tabela de temporalidade já estavam encerrados. O processo para a extinção corresponde primeiramente na divulgação pública através de edital para conhecimento da eliminação e um termo legal após a realização da ação. A expectativa da Secretaria de Inovação e Administração é de melhorar o serviço facilitando o processo ao longo do tempo, desafogando assim o Arquivo Municipal.