Foto: Ricardo Cassin / PMSBC

O trabalho integrado desenvolvido pela Prefeitura de São Bernardo, por meio da Guarda Civil Municipal (GCM), em parceria com as demais forças policiais, segue apresentando resultados positivos na queda da criminalidade na cidade. Em março, pelo terceiro mês consecutivo, o município apresentou redução nos principais indicadores criminais, tais como homicídios e roubos em geral. Os dados constam em levantamento divulgado nesta semana pela Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Segundo o relatório do Governo do Estado, São Bernardo encerrou março sem nenhuma ocorrência de homicídio doloso, o que não ocorria desde outubro de 2018. Pelo segundo mês consecutivo, a cidade também não teve registro de latrocínio.

Quando analisado todos os indicadores, uma das maiores quedas foi observada nos casos de roubo em geral, com recuo de 8,28% na comparação com março de 2020, passando de 435 para 399. Os furtos em geral também tiveram queda de 7,90% – caiu de 405 para 373 registros. Por fim, os registros de estupro recuaram 20%, de 15 para 12.

Com o encerramento do primeiro trimestre, São Bernardo apresentou, de janeiro a março, redução nos casos de roubo de veículo (10,14%) e furto de veículo (1,30%).

Para o prefeito de São Bernardo, a queda nos indicadores comprovou, mais uma vez, a eficiência na gestão da Segurança Pública do município. “Em nossa cidade priorizamos o trabalho integrado entre a GCM e as demais forças policiais. Com isso, além de intensificarmos o patrulhamento e as rondas ostensivas em todo território da cidade, temos aperfeiçoado o trabalho das equipes de inteligência, garantindo mais eficiência nas operações de segurança, o que tem resultado na queda dos indicadores”, enfatizou.

Um exemplo da integração entre as forças policiais de São Bernardo é a Operação Toque de Recolher. Realizada desde o dia 27 de fevereiro, com objetivo de evitar aglomerações no município em meio a pandemia da Covid-19, a ação tem realizado diariamente bloqueios de segurança em todo território da cidade, das 22h às 4h. As barreiras sanitárias contam com equipes da GCM, Polícia Militar e Polícia Civil.

Desde então, mais de 85 mil pessoas foram orientadas, 52 mil veículos abordados, 100 veículos apreendidos e recolhidos por irregularidade, enquanto 280 pessoas foram conduzidas a delegacia.

“Este trabalho conjunto tem sido fundamental para garantirmos a segurança da nossa população, num momento delicado da pandemia, onde ocorrências de aglomerações e festas irregulares representam enorme risco à saúde de todos”, destacou o secretário de Segurança Urbana, Coronel Carlos Alberto dos Santos.

Deixe uma resposta