São Bernardo capacita mais de 200 pessoas por meio dos cursos

Investir em políticas públicas que impulsione a geração de emprego e renda por meio da  capacitação e qualificação profissional foi uma das estratégias adotadas pela Prefeitura de São Bernardo para combater o desemprego na cidade.
Essa ação foi concretizada por meio do programa Emprega São Bernardo, que ofereceu 1.700 cursos gratuitos, em 25 modalidades, por meio de parceria com o Senac São Bernardo, que, na última quarta-feira (07/11), formou mais 202 munícipes, em 10 cursos, que receberam seus certificados no Teatro Cacilda Becker.
A solenidade contou com a presença do prefeito Orlando Morando, do secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Trabalho e Turismo (Sdect),  Hiroyuki Minami, da presidente do Fundo Social de Solidariedade, Greici Picolo Morseli e de Luciene Santos, executiva de contas, representando o Senac São Bernardo.
 
INVESTINDO NO CONHECIMENTO
A Prefeitura tem firmado diversas parcerias para impulsionar os cursos de qualificação e capacitação profissional. Além da parceria com o Senac São Bernardo, esta administração firmou um acordo com o Senai Almirante Tamandaré, que ofereceu 72 vagas nos cursos de montador de móveis e pintor predial para integrantes do Proaat (Programa Assistencial de Acesso ao Trabalho) e aos jovens da Fundação Criança.
 
Desde setembro de 2017, são oferecidas qualificações na área de gastronomia, também em parceria com o Senac São Bernardo, no restaurante-escola do Cenforpe. Foram ofertados cursos de atendente de lanchonete, auxiliar de cozinha, copeiro, doceiro, pizzaiolo e salgadeiro para integrantes do Proaat, estudantes da EJA e jovens da Fundação Criança por meio do programa “Emprega São Bernardo”. O objetivo é formar cerca de 400 profissionais até 2019.
Também foi firmado, recentemente, uma parceria com o Governo do Estado de São Paulo, por meio do Fundo Social de Solidariedade (FSS), que ofereceu no decorrer de 2018 cursos de Padaria Artesanal e de Construção Civil. No total, foram capacitados 210 alunos, sendo 80 na área de construção civil e 130 em panificação. As aulas ocorreram na unidade da Fundação Criança, localizada no Parque São Bernardo.