São Bernardo ganha autonomia energética para abastecimento de água

A cidade de São Bernardo recebe a partir desta quarta-feira (05/12) projeto pioneiro da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) para produção de energia limpa a partir da movimentação de água que chega por gravidade ao reservatório do bairro Mussolini, no bairro Rudge Ramos, por meio da Estação de Tratamento de Água (ETA) Rio Grande. O objetivo é obter autonomia energética no sistema de bombeamento de água para a região, em casos de queda no fornecimento de energia elétrica.
 
Para isso, a concessionária implantou a primeira mini-elétrica do Brasil com tecnologia turbogeradora do Brasil, cujo sistema tem capacidade para gerar mais de 20 mil kW/h ao mês. A energia gerada será utilizada na estação de bombeamento que fornece água para 46 mil pessoas dos bairros Rudge Ramos, Jardim Orlandina, Vila Vivaldi, Vila Branca, Vila Caminho do Mar, Vila Mussolini, Jardim Paramount, Jardim Hollywood e Jardim Copacabana, tornando o setor de abastecimento da empresa autosuficiente em energia.
 
A expectativa é que a tecnologia seja aplicada em mais 16 áreas do ABC, que atualmente passam por estudo de viabilidade, dando autonomia energética para abastecimento de outros pontos da região prejudicados por quedas recorrentes de energia elétrica. 
 
A inauguração da nova tecnologia também foi acompanhada pelo vice-prefeito e secretário de Serviços Urbanos, Marcelo Lima, pelo superintendente da unidade Sul da concessionária, Roberval Tavares de Souza, pelo gerente da Eletromecânica Sul (unidade responsável pela implantação), Marco Antônio, pelo gerente da Unidade de Gerenciamento Regional da Sabesp, Jair Manoel da Silva, entre outras autoridades.
 
De acordo com o Roberval, o eventual excedente de energia que for produzido será utilizado para suprir o consumo do escritório da Sabesp, localizado no mesmo terreno e também pode ser vendido para empresa concessionária de eletricidade, a Enel (antiga Eletropaulo). O total de investimento para a instalação deste equipamento foi de R$ 390 mil.