São Bernardo sanciona mais uma lei para bem-estar animal

Da redação

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, sancionou ontem (24) a lei n° 6.590, que permite a entrada de animais de estimação em praças e parques públicos, desde que estejam portando equipamentos de contenção, como coleira, guia curta de condução e focinheira. A lei, estabelecida a partir de um projeto do vereador e presidente da Câmara, Pery Cartola, também estabelece a necessidade de um condutor com idade, força e condições físicas para controlar o animal de grande porte.

A medida foi ratificada durante a realização do 2º Pets Day de São Bernardo, no estacionamento do Shopping Metrópole, na região central da cidade. Idealizado pelo shopping em parceria com a Prefeitura, o evento uniu feira de adoção de animais do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), além de espaço para compra de produtos pet e tenda de vacinação gratuita contra raiva.

Esta não é a primeira lei sancionada em 2017 que beneficia animais e donos de pets. Em abril, o governo municipal já havia aprovado o projeto de lei de autoria de Pery Cartola, que estabelece critérios de cuidado, higiene e segurança para posse de animais domésticos. O projeto validado pelo Executivo altera lei municipal que trata do Código de Posturas da cidade, acrescentando artigo que atende demanda antiga de movimentos ligados à causa animal.

Na ocasião, o presidente da Câmara também lembrou que, em agosto, período em que foi realizada a campanha de vacinação contra a raiva pelo CCZ, mais de 50 mil animais foram imunizados na cidade.

Castrações – Além da sanção da nova lei, o prefeito também anunciou a retomada das castrações de animais, via Prefeitura, a partir de outubro. De acordo com o chefe do Executivo, entre as novidades do serviço será a redução do valor cobrado pela operação.