São Caetano do Sul resgata Medalha Di Thiene

Da redação

Na manhã do domingo (30), São Caetano do Sul voltou a condecorar seus cidadãos ilustres por meio da Medalha Di Thiene. A honraria, criada por lei em 2006, ficou os últimos quatro anos sem ser entregue e, agora, retornou com distinção a 41 homenageados no salão nobre da Câmara Municipal.

A Medalha Di Thiene foi entregue a 40 destaques do esporte, como o campeão olímpico Arthur Zanetti, do terceiro setor, como a medalha post-mortem a José Carlos Corsi e Margherita Biasi Corsi (Lar Bom Repouso), a religiosos como o padre Antônio Becker e o pastor Wagner dos Santos Ribeiro, além de médicos, empresários e representantes do poder público, entre outros.

Além do prefeito, a mesa contou com o vice-prefeito Beto Vidoski; o presidente da Câmara, Pio Mielo; a chefe de Gabinete, Marisa Catalão; o presidente da Fundação Pró-Memória, Charly Farid Cury; o presidente do Comcipas (Conselho Municipal de Cidadania e Participação Social), Elísio Peixoto; e o advogado Moacyr Guirão Júnior, membro da comissão da Medalha Di Thiene.

Os 40 homenageados foram Adalmir Silva, Alírio Vilas Boas, Anna Figueira, Antônio Becker Ferreira, Aparecido Rui, Armando Miron, Arthur Nabarrete Zanetti, Clóvis Souza, Delcy Ellender Marques, Eliana Feltran Ayres, Flávio Martins Rstom, Francisco Locoselli, Gilberto de Souza Faria, Gilmar Talarico, Issao Toyoda Kohara, Jorge Faiçal Filho, José Carlos Corsi e Margherita Biasi Corsi – Medalha “Post-Mortem”, José Jayme Tavares Soares Júnior, José Luiz Cabrino, Kathia Lavin Gamboa, Kemal Mansur, Laércio Rufino Leite, Laerte Kradichi, Marcos Nóbrega, Nilson da Silva, Onésimo Ribeiro de Souza, Paulo Sergio Menezes Lopes, Paulo Souza Leite, Rafael de Menezes Padovani, Raimundo da Cunha Leite – Medalha “Post-Mortem”, Renato de Sá, Ricardo Alípio Bidarra, Ricardo Kirche Cristofi, Roberto Canavezzi, Roberto Leandrini, Rosana Sassim, Sandro Veloso, Sonia Mombelli, Wagner dos Santos Ribeiro e Walter Veludo.