A Prefeitura de São Caetano vai instalar, a partir de hoje (27), quatro barreiras sanitárias em pontos estratégicos da cidade, com a finalidade de reduzir a circulação de pessoas no município e desacelerar a contaminação por Covid-19. “É um trabalho de conscientização. O direito da pessoa ir e vir está garantido”, explicou o prefeito Tite Campanella (Cidadania). As estruturas vão funcionar pelo menos até o domingo, dia 4 de abril, nas 24 horas do dia.

As barreiras serão instaladas na Avenida Goiás com Avenida Guido Aliberti; na Avenida Guido Aliberti com Estrada das Lágrimas; na Avenida Goiás com Rua Joana Angélica e no Viaduto Independência com Praça Itália. Com agentes do departamento de trânsito e apoio da GCM (Guarda Civil Municipal), profissionais de saúde vão medir a temperatura das pessoas e questiona-las sobre o motivo de estar passando no local.

Outras vias da cidade serão interditadas, para que a circulação de pessoas caia. “Nosso objetivo com essas ações é ganhar tempo para a gente diminuir o contágio. Temos um grupo muito grande de vacinados, 17% dos moradores; outros imunizados porque já tiveram a doença”, explicou o prefeito. “Precisamos ganhar tempo essa semana para avançar na vacinação. Estamos trabalhando junto ao governo do Estado para que a gente possa antecipar doses de vacinas, continuar no trabalho de imunização e esperamos que depois dessa semana reduza a ocupação dos leitos e o contágio, para retornar a uma situação de normalidade”, concluiu.

O prefeito realizou uma live há pouco para apresentar as medidas para a população. Participaram a secretária de Saúde, Regina Maura Zettone, e o infectologista e coordenador de pesquisa da USCS (Universidade Municipal de São Caetano), Fábio Leal. O infectologista se emocionou ao falar do grau de exaustão dos profissionais de saúde pelo aumento abrupto dos casos de Covid na cidade e fez um alerta para que as pessoas deixem de circular nos próximos dez dias. “Vivemos hoje o que Araraquara já passou antes de entrar em lockdown. Nosso sistema já está colapsado e se as pessoas não se consicentizarem, daqui a alguns dias, não teremos condições de atender aos pacientes”, alertou.

Outra medida tomada na cidade para melhorar o fluxo de atendimento dos pacientes com Covid-19 foi a determinação de que a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) não atenda mais casos de pessoas com sintomas gripais. A UPA atende apenas casos de emergências como acidentes, quedas ou outras situações, quando não há suspeita de Covid.

O atendimento dos pacientes com sintomas de contaminação pelo novo coronavírus está sendo feito nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) do município, que vão permanecer abertas na próxima semana. A UBS Caterina Dall””Anese (Rua Prates, 430, bairro Olímpico) está funcionando 24 horas para atendimento de situações fora do horário de expediente das outras unidades. “Isso foi necessário para organizar melhor o nosso fluxo de atendimento. Nossa estrutura hospitalar é adequada para a população da cidade”, ponderou o prefeito. “Queremos incentivar as pessoas a buscarem atendimento de saúde mais próximo das suas casas, mas ninguém vai negar atendimento de urgência e emergência”, concluiu.

DGABC

Deixe uma resposta