São Paulo projeta recorde de bilheteria, com R$ 7 milhões na semifinal da Libertadores

Tricolor tem 100% de aproveitamento nos jogos do Morumbi pela Libertadores de 2016
Tricolor tem 100% de aproveitamento nos jogos do Morumbi pela Libertadores de 2016

A partida contra o Atlético Nacional, pela semifinal da Libertadores, vai render uma bolada ao São Paulo. A previsão da diretoria é de que os mais de 60 mil pagantes no duelo do dia 6 de julho assegure aproximadamente R$ 7 milhões – seria a maior arrecadação da história do Tricolor em jogos como mandante. Pela última parcial, mais de 32 mil ingressos já foram comercializados.

O número se aproxima e muito da melhor bilheteria alcançada pelo Morumbi desde sua inauguração. Em 2014, no último amistoso da seleção brasileira antes da Copa do Mundo, o estádio proporcionou R$ 8,6 milhões de renda à CBF. Foram 63.280 pagantes na vitória do time de Felipão por 1 a 0 sobre a Sérvia, com gol de Fred.

 

Para se ter uma ideia do que os R$ 7 milhões representam, vale a comparação com o jogo das quartas de final do Tricolor na Libertadores, diante do Atlético-MG, quando R$ 4,1 milhões foram arrecadados, graças aos 61.297 pagantes. Para o jogo do dia 6, o preço do ingresso subiu para R$ 150.

É bem verdade que haverá uma perda por parte do São Paulo em cima dos R$ 7 milhões. O lucro com o jogo da semifinal deverá ficar na casa dos R$ 5,5 milhões. O time ainda terá direito a um bônus pago pela Conmebol pela presença entre os quatro melhores do torneio, de R$ 5 milhões.