Foto: 139904/Creative Commons

Não há nada como passar uma tarde chuvosa em um museu, absorvendo a beleza e as maravilhas da arte e da história, não é mesmo? Pois agora o Louvre deixa você fazer isso sem sair de casa.

O museu mais visitado do mundo disponibilizou todo seu acervo (que soma mais de 480 mil peças) em seu site, conforme comunicado enviado à imprensa.

Pesquisadores e entusiastas de arte poderão ver as obras do museu gratuitamente. Elas estão divididas em oito departamentos, que vão desde arte islâmica e esculturas renascentistas a antiguidades egípcias e pinturas de artistas de todo o mundo.

Há diversas formas de visitar o museu. Pode ser por meio de pesquisas simples ou avançadas, por departamento de curadoria ou pelos álbuns temáticos.

O site possui um mapa interativo que permite explorar sala por sala do museu e cada uma de suas obras de arte.

“Pela primeira vez, qualquer pessoa pode acessar toda a coleção de obras em um computador ou smartphone, estejam elas em exibição no museu, em empréstimo ou armazenadas. E de forma totalmente gratuita”, disse Jean-Luc Martinez, presidente e diretor do Louvre, em um comunicado.

O site será atualizado regularmente por especialistas conforme o acervo do museu se expande. “Tenho certeza de que o conteúdo digital vai inspirar ainda mais as pessoas a virem conhecer o Louvre e admirar as coleções pessoalmente”, completou Martinez.

O Museu do Louvre fechou no final de outubro por conta da pandemia do coronavírus, deixando obras de arte mundialmente famosas como “Vênus de Milo”, “Liberdade guiando o povo” e “Mona Lisa” sem suas habituais multidões de admiradores.

Enquanto as visitações são apenas online, o Louvre fez como a maior parte das pessoas e resolveu “arrumar a casa” e está passando por reformas para melhorar sua estrutura.

Texto traduzido, clique aqui para ler o original.

Deixe uma resposta