Se fosse um país, Michael Phelps seria o 40º maior colecionador de medalhas de ouro, na frente da Argentina

phelpsO nadador americano Michael Phelps já ganhou três medalhas de ouro na Olimpíada do Rio de Janeiro e ainda tem a chance de faturar outras duas. Mas, ainda que perca as provas em disputa, o astro das piscinas já se transformou no maior campeão olímpico da história. E não é só: com 21 medalhas de ouro, duas de prata e duas de bronze, ele seria o 40º maior vencedor se fosse um país.

Para se ter uma ideia da grandeza de Phelps, vale lembrar que o Brasil
ocupa a 37ª colocação nesse ranking, com 24 ouros, 31 pratas e 56 bronzes – o ranking considera as conquistas de ouro como primeiro critério de desempate.

A Argentina, por exemplo, está atrás do nadador americano. Os hermanos somam até hoje 19 ouros, 24 pratas e 28 bronzes. México, Jamaica, República Checa, Portugal, Chile, Coreia do Norte, Colômbia e Uruguai são alguns dos muitos outros países que têm menos conquistas do que o americano, que faturou seis ouros em Atenas-2004, oito em Pequim-2008 e quatro em Londres-2012.

Phelps também se tornou o nadador mais velho a ganhar uma medalha de ouro olímpica em provas individuais ao ser o mais rápido nos 200m borboleta, nesta semana. O astro tem 31 anos e 42 dias.

RANKING DE MEDALHAS NA HISTÓRIA DAS OLIMPÍADAS:
1º EUA: 987 ouros – 768 pratas – 676 bronzes
2º União Soviética: 395 – 319 – 296
3º Reino Unido: 236 – 272 – 272
4º China: 212 – 156 – 135
37º Brasil: 24 – 31 – 56
38º África do Sul: 23 – 28 – 27
39º Etiópia: 21 – 7 – 17
40º Michael Phelps: 21 – 2 – 2
41º Argentina: 19 – 24 – 28
42º Áustria: 18 – 33 – 35