O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) anunciou ontem (05.mar) a prorrogação da oferta das três refeições diárias (café da manhã, almoço e jantar) em todas as 59 unidades do Bom Prato, inclusive aos finais de semana e feriados.

O programa de segurança alimentar, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, garante a gratuidade das refeições para as pessoas em situação de rua, previamente cadastradas pelos municípios, até o dia 30 de abril.

“Para as demais pessoas, enquanto tivermos disponibilidade, as refeições do Bom Prato continuarão a ser oferecidas com subsídio do governo do Estado”, afirmou o governador.

Desde o início da pandemia, os 59 restaurantes Bom Prato passaram por adaptações e servem café da manhã, almoço e jantar em embalagens e com talheres descartáveis para retirada. Já são mais de 31,3 milhões de refeições. Até o momento, são 53 mil pessoas cadastradas em todo o estado.

“A prorrogação mantém a proteção social da população que mais precisa de atenção neste momento, principalmente as em situação de rua”, disse a secretária de Desenvolvimento Social, Célia Parnes.

O horário de atendimento foi ampliado para evitar aglomerações, sendo os cafés da manhã, das 7h às 9h, almoços das 10h30 às 14h, e jantares das 17h às 19h, ou enquanto houver refeições disponíveis.

As equipes das unidades devem atender às orientações de prevenção, com o distanciamento na fila com marcações no chão e disponibilização de álcool em gel e lixeiras nas calçadas.

De acordo com o governo, é feito o monitoramento das demandas de cada unidade para readequar as medidas necessárias.

Deixe uma resposta