Sto.André lança aplicativo de zeladoria

A Prefeitura de Santo André anunciou ontem o lançamento de um aplicativo para smartphones em que cada morador poderá solicitar atendimento para diversos serviços municipais, como poda de árvores e capinagem, entre outros. Com o objetivo de garantir manutenção dos espaços públicos da cidade, o aplicativo, chamado Colab, entrará em operação nos próximos 90 dias e estará disponível para telefones que utilizam os sistemas Android e iOS.

O aplicativo, segundo a Prefeitura, servirá como alternativa aos diversos canais disponíveis hoje para solicitação de serviços, como os de zeladoria. Atualmente, o morador deve registrar reclamação na Praça de Atendimento da Prefeitura ou via site. Existem ainda casos em que os pedidos são encaminhados por moradores direto para vereadores, o que impacta no tempo de atendimento dos chamados.

Na ferramenta que será lançada, este processo será mais ágil. Cada morador poderá registrar, através de foto, seu pedido. No aplicativo, usuários terão acesso a todas as reclamações feitas no sistema, podendo consultar os chamados pelo endereço de cada ocorrência. O andamento de cada solicitação, inclusive, com posicionamento da Prefeitura sobre o atendimento do chamado, também estará disponível no sistema, o que permitirá que não haja pedidos em duplicidade.

“Os moradores passarão a ter uma ferramenta que economiza recursos e diminui o tempo de atendimento. Hoje, por exemplo, chega um processo de poda de árvore na Prefeitura e nossa equipe tem que sair para fazer essa vistoria. Lá, eles fazem foto do local, voltam e abrem uma ordem de serviço, que é encaminhada para a empresa responsável. Só após isso o chamado é atendido. Com o Colab, toda essa parte será economizada, pois o morador já manda a foto e a equipe avalia o que precisa”, explicou o prefeito Paulo Serra (PSDB).

O aplicativo já existente em 150 municípios do País, sendo que em dez deles os serviços são similares ao de Santo André, terá custo de R$ 33 mil por mês. A vigência do convênio será de 12 meses.

De acordo a Prefeitura de Santo André, a ferramenta representa uma evolução do ‘Santo André, Eu Amo, Eu Cuido’, programa lançado no ano passado com o objetivo de recuperar a capacidade de manutenção da cidade, e que passará a contar com maior participação dos moradores, se transformando no ‘Santo André, Eu Amo, Eu Cuido, Eu Colaboro’.

“Passamos a uma nova etapa, para conectar o cidadão com a administração pública e juntos construirmos uma cidade cada vez melhor”, afirmou Paulo Serra.

Paralelo a esse trabalho, a Prefeitura de Santo André também promoverá mudanças nos prazos estipulados para atender cada ocorrência, o que, segundo a administração, irá reduzir o tempo de atendimento ao cidadão.

Ferramenta deve ampliar para 80% o atendimento das solicitações

Na avaliação do fundador da Colab, Paulo Pandolfi, com a implantação do aplicativo, a Prefeitura de Santo André deverá ampliar para 80% sua taxa de chamados atendidos na cidade.“Esse é o percentual atingido em outros municípios que contam com a ferramenta”, explicou durante o lançamento.

Dados obtidos pelo Diário, via Lei de Acesso à Informação, mostram que atualmente Santo André ainda possui taxa abaixo do ideal no quesito cumprimento de serviços de zeladoria.

Em 2017, por exemplo, dos 62 serviços de manutenção de calçadas públicas solicitados por moradores, apenas 30 foram respondidos, ou seja, 48%. O cenário se repete quando o serviço é tapa-buraco. Das 2.363 solicitações, somente 1.545 foram finalizadas.

De acordo com a Prefeitura, o resultado se deve à duplicidade dos pedidos. A administração municipal, no entanto, destaca os resultados alcançados com o programa ‘Santo André, Eu Amo, Eu Cuido’. Criado em fevereiro de 2017, o programa contabiliza 2.598 manutenções em academias ao ar livre, 637 mil metros quadrados de despraguejamento e 76.702 buracos tapados, entre outros.

Fonte: Diário do Grande ABC