Início Esporte Taekwondo de São Caetano cria método inédito de treinamento visando Tóquio-2021

Taekwondo de São Caetano cria método inédito de treinamento visando Tóquio-2021

Esse período de pandemia por conta do coronavírus tem feito muita gente se reinventar, adaptando-se ao novo normal. E foi exatamente isso que o taekwondo de São Caetano do Sul fez visando os treinamentos para as Olimpíadas de Tóquio-2021, que criou um método totalmente inovador de treinamento, com a utilização de tecnologia motion capture (processo de gravação de movimento e transposição do movimento em um modelo digital).

Contando com o número 1 do mundo na modalidade, Ícaro Miguel, além de Milena Titoneli e dos treinadores Clayton e Reginaldo dos Santos (todos da seleção brasileira), a equipe Two Brothers Team da SELJ (Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude) tem treinado em uma chácara no interior paulista.

Sobre o treinamento inédito, o número 1 do mundo no taekwondo falou sobre a importância de manter-se na atividade visando a disputa dos Jogos de Tóquio. “Por causa da pandemia, nós atletas acabamos não tendo muitas opções de treinamentos, já que o taekwondo é um esporte de contato e não é possível ter aglomerações. Por isso, com essa tecnologia criada pela nossa equipe com parceria com a Infinite Foundry eu consigo simular vários adversários de características diferentes, que por ventura eu possa vir a enfrentar em Tóquio. É algo que nós estamos revolucionando e nos dará uma vantagem gigantesca para os eventos que virão e, sem dúvida, nas Olimpíadas de Tóquio”, explicou Ícaro Miguel.

Oriunda do PEC (Programa Esportivo Comunitário), Milena Titoneli também aprovou o método inédito de treinamento. “O uso do simulador tem nos trazido muitos benefícios. Como a pandemia acabou adiando nossas competições, tivemos de nos adaptar de alguma forma. Como o próprio nome diz, a ideia é simular nossos adversários, simular uma luta, e com ele podemos vivenciar uma competição, além de conseguirmos fazer treinos de reação de diferentes formas e diferentes níveis. Sendo assim, estamos conseguindo fazer treinos de alta qualidade”, destacou Milena.

SIMULADOR

A criação de um simulador surgiu da necessidade de continuar os treinamentos sem, no entanto, aglomerar atletas. Daí, a parceria da Two Brothers Team com a Infinite Foundry já ser um sucesso.

“Basicamente, a solução que tivemos em parceria com a Two Brothers Team de São Caetano foi a utilização de um motion capture (mocap), que é um traje muito utilizado na área cinematográfica. Ele possui uma série de sensores em todo o corpo do atleta e nós o utilizamos acoplado com óculos de realidade virtual. Foi desenvolvida uma integração entre estes dois sistemas, possibilitando a gravação dos movimentos do adversário real, já que absorvemos todo o trabalho da Two Brothers Team em gravações de lutas. Assim podemos reproduzir todas as sequências de golpes dos adversários e usarmos este mesmo mocap para que o atleta nosso, por exemplo o Ícaro, entre num ambiente imersivo e realize um combate tático contra este simulador desenvolvido. É a mesma tecnologia que já utilizamos nos trabalhos desenvolvidos na indústria 4.0, principalmente para montadoras”, explicou Bruno Campos Eisinger, presidente da Infinite Foundry.

Deixe uma resposta