Temer deve sancionar lei que estabelece regras para nomeação de dirigentes nas estatais

Da redação
micheltemerO presidente interino, Michel Temer, pode sancionar hoje (28) uma lei que diz respeito a regras mais rígidas para a nomeação de dirigentes de empresas estatais. O projeto foi aprovado pelo Senado na última semana.

O texto contém um trecho que defende que a nomeação de cargos de presidentes, diretores e membros de conselho deliberativo devem seguir critérios técnicos, preferencialmente com funcionários que tenham experiência mínima de dez anos, ou quatro anos ocupando cadeiras de alto nível em empresas de grande porte.

A regra também conta para professores e pesquisadores em áreas de atuação da empresa, além de proibir a indicação de dirigentes sindicais para cargos na diretoria ou em conselhos da administração das estatais.

O projeto tem como um dos pontos principais que 25% dos membros não tenham vínculo com a empresa, nem sejam parentes de alguém tenha cargo alto no Executivo.

A proibição vale também para titulares de mandato no Poder Legislativo, ministro de Estado, secretário estadual e municipal e pessoas que tenham qualquer tipo de conflito de interesse com a controladora da estatal.