Temer discute rombo fiscal de 2017

temer-coronelDa redação

Terminou sem consenso na noite da última quarta-feira (6) uma reunião entre o presidente em exercício Michel Temer, ministros e parlamentares para definir a proposta de meta fiscal para 2017. A definição ficou para esta quinta-feira (7).

Discutiu-se no encontro previsões de um rombo fiscal entre R$ 150 bilhões a R$ 170 bilhões, informaram participantes da reunião. Como não houve consenso, decidiu-se que a cifra só será definida e anunciada nesta quinta.

O projeto anterior, encaminhado pela equipe econômica da presidente afastada, Dilma Rousseff, previa um déficit primário (despesas maiores que receitas, sem contar os gastos com juros da dívida) bem menor para as contas do ano que vem: até R$ 65 bilhões.

Para este ano, o Congresso aprovou em maio projeto que autoriza o governo a fechar o ano com um déficit (despesas maiores do que receitas) de até R$ 170,5 bilhões nas contas públicas.