Filho de Cunha volta a ser “normal”, saiba o motivo

felipedytz-768x768
Felipe Dytz da Cunha, filho de Eduardo Cunha

Da redação

A Justiça Federal determinou na última segunda-feira (18), a suspensão do passaporte diplomático concedido ao filho do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Felipe Dytz da Cunha, por entender que houve “desvio de finalidade”.

A decisão acatou ação popular movida pelo advogado Ricardo Amin Abrahão Nacle questionando o benefício ao filho do parlamentar.

Com 23 anos e sócio de duas empresas, além de aparecer em suas redes sociais como gerente geral de uma terceira, Felipe Dytz teve seu benefício prorrogado em 2015, durante o governo Dilma Rousseff (PT) sob a alegação de ser dependente de Cunha.